Abobado

Archive for the ‘Honestidade’ tag

Aécio presidente – Programa de TV – 21/08/2014

leave a comment

Written by Abobado

agosto 21st, 2014 at 1:48 pm

Aécio presidente – Programa de TV – 19/09/2014

leave a comment

Written by Abobado

agosto 19th, 2014 at 11:04 pm

Aécio anuncia seis coordenadores do programa de governo

leave a comment

Tucano afirma que "descentralização, eficiência, simplicidade, confiança, transparência e inovação" serão os pilares de um governo do PSDB

O pré-candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, anunciou nesta sexta-feira os nomes de coordenadores de seu programa de governo e os pilares de sua gestão, caso vença a disputa. Descentralização, eficiência, simplicidade, confiança, transparência e inovação são os termos que, segundo o tucano, expressões que resumem o que está sendo planejado para um futuro governo tucano. "É tudo que está faltando ao Brasil hoje", disse, depois de se reunir com a equipe.

Foram anunciados o poeta Affonso Romano de Sant’Anna para a cultura; a assistente social Maria do Carmo Brant de Carvalho para políticas sociais; o sociólogo Claudio Beato para segurança pública; o fundador e coordenador do grupo AfroReggae, José Junior, para juventude; a ex-secretária do Estado de São Paulo Maria Helena Guimarães de Castro para educação; e o deputado Fábio Feldman para meio ambiente e sustentabilidade. Para cumprir a lei eleitoral, Aécio apresentará as principais diretrizes do programa no início de julho e anunciou que abrirá o portal do PSDB para receber propostas da sociedade.

Leia tambem:
Em São Paulo, PSDB e PSB se unem por ‘mudança nacional’

Aécio disse que segurança, educação e ação social são programas que caminham juntos no combate à pobreza, no enfrentamento à criminalidade e na formulação de uma política para os jovens. "Não são apenas contribuições individuais, eles vão ouvir os setores onde atuaram", disse Aécio, que insistiu no lema da "mudança corajosa e segura que o Brasil espera", rejeitando especulações sobre retrocesso, por exemplo, nos programas sociais.

Estavam presentes na reunião também o responsável pelas propostas na área de economia, ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga, e o coordenador-geral do programa de governo, ex-governador de Minas Gerais Antonio Anastasia, candidato ao Senado.

Fraga evitou responder a perguntas específicas, como a política para reajuste da gasolina, para evitar "interpretação meio pobre". "É cedo para centrar nesse nível de detalhe, ainda mais nesse ambiente altamente populista em que qualquer coisa que se fale sai do contexto", disse o ex-presidente do Banco Central. "Estamos precisando rearrumar, reposicionar a economia para ela crescer, vamos procurar diminuir as incertezas para criar as condições para investir nas pessoas e crescer", disse Fraga.

As equipes de economia, energia, desenvolvimento e trabalho da campanha tucana serão apresentadas futuramente. A responsável pelo capítulo de políticas públicas disse que a redução total da pobreza é uma meta a ser perseguida e prometeu continuidade e aprimoramento do Bolsa Família. "É um programa exitoso, foi aperfeiçoado nos governos Lula e Dilma e não vamos jogar isso no lixo em hipótese alguma", afirmou Maria do Carmo.

Veja Online

Written by Abobado

junho 20th, 2014 at 7:13 pm

Conversa com os Brasileiros

leave a comment

Programa do PSDB – 30/05/13

Em seus dez minutos de duração, o programa partidário em rede nacional mostra o modo de governar do PSDB, cuidando das pessoas e fazendo bom uso do dinheiro público. Quem faz a apresentação é o presidente nacional do partido, senador Aécio Neves, e cidadãos comuns, beneficiados por ações das administrações tucanas.

Inserções abordam portas de saída para o Bolsa Família

Como narrador do programa semestral de dez minutos do PSDB, o presidente nacional do partido e pré-candidato a presidente Aécio Neves (MG) volta nesta quinta-feira em horário nobre de rádio e TV ao lado do ex-governador José Serra, do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. De olho em 2014 e empenhados no projeto do partido de voltar ao poder central do país, os tucanos vão abordar os programas que deram origem ao Bolsa Família e conquistas dos governos do PSDB na área de Educação e no combate à inflação. Protagonista das inserções, que continuam no ar até o sánhado, Aécio fez questão de dar espaço no grande programa a José Serra, que será mostrado discursando na convenção nacional do último dia 18, sobre a busca da convergência não só do PSDB, mas de todas as forças da oposição para derrotar o PT.

“Vou mostrar para vocês o jeito do PSDB cuidar das pessoas”, diz Aécio, abrindo o programa que exibe pessoas simples falando do resultado de programas bem-sucedidos em várias cidades, inclusive Diamantina, reduto do senador mineiro. Em São João Del Rei, sua terra natal, Aécio aparece contando um pouco de sua história, que remete ao avô Tancredo Neves.

O programa, feito pelo publicitário Renato Pereira, sofreu ajustes de última hora para atualizar alguns temas. Quando a polêmica em torno dos pagamentos antecipados do Bolsa Família é abordada, Aécio fala da necessidade de portas de saída para os beneficiários, para que não fiquem tão dependentes: “não pode ser o objetivo de um pai deixar de herança para um filho um cartão do Bolsa Família”.

O pré-candidato tucano também abordará a importância da parceria do governo com o setor privado para o Brasil avançar nas áreas de infraestrutura: “O setor privado não é inimigo, é parceiro”.

Como nas inserções que já estão no ar desde semana passada, o programa é dirigido às classes C e D, com linguagem simples e direta. No contraponto com o PT, em vez de Lula e Dilma, que falam dos programas do partido, será mostrado o cidadão comum falando de como sua vida foi impactada com programas de gestões tucanas nos estados.

O programa vai tentar reforçar o vínculo do público com Aécio, já que as pesquisas feitas mostram que as pessoas não se identificam muito com os partidos, mas com as pessoas. Ele é conhecido praticamente só no Centro-Sul do país, depois de dois mandatos como governador de Minas. Para tentar evitar o distanciamento, ele sempre aparece sem terno, de camisa branca, e, muitas vezes, conversando com pessoas comuns.

Respostas dos jovens

Segundo a assessoria do PSDB, os grupos testados em pesquisas qualitativas mostraram uma grande empatia por Aécio mesmo entre os que não o conheciam. E essa empatia é bem explorada no programa.

A propaganda partidária do PSDB evita explorar a miséria e a pobreza, como nos programas do PT, dizem os tucanos envolvidos no projeto. Vão ser mostradas pessoas simples, mas estruturadas, trabalhando. Nas pesquisas feitas para orientar os publicitários do PSDB, principalmente os jovens mostraram grande interesse em alternativas e portas de saída para os programas assistenciais. Por isso haverá um enfoque forte em programas de emancipação dos beneficiários de bolsas.

Vai haver um foco grande também no sucesso dos programas de Educação nas gestões do PSDB. Especificamente em Minas Gerais, que, segundo os tucanos, apresenta o melhor resultado de ensino fundamental do país, de acordo com dados do Ideb.

Com informações de O Globo Online

São Paulo: Governo anuncia contratação recorde para Polícia Civil e Científica do Estado

leave a comment

Reforço do efetivo faz parte de conjunto de ações estratégicas do programa São Paulo Contra o Crime

O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta quarta-feira, 22, a abertura de concurso para contratação recorde de mais de 2.800 servidores para trabalhar na Polícia Civil e um projeto de lei para a criação de 1.865 cargos para a Polícia Científica do Estado. A ação faz parte do programa São Paulo Contra o Crime, que prevê, além das contratações, a criação do Deinter 10 e um convênio com o Instituto Sou da Paz para melhorar a gestão policial. "Faremos uma verdadeira revolução, com aumento de 60% nos recursos humanos da Polícia Técnico-Científica", afirmou Alckmin.

De acordo com o secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, serão 129 vagas de delegados, 1.075 de escrivães, 1.384 de investigadores e 217 de agentes policiais. Já na Polícia Técnico-Científica, um projeto de lei amplia o quadro de servidores, criando 1.865 cargos entre peritos, médicos legista, administrativo e auxiliares. O custo da medida será de R$ 170 milhões por ano.

"Essas ações têm vias administrativas de estrutura, basicamente com reforço de recursos humanos, especialmente na Polícia Civil e na Polícia Técnico-Científica, mas mais do que isso, em termos principais, uma ação que é inédita para nós em São Paulo", explicou o secretário.

Reestruturação

Também estão inclusas nas ações estratégicas as reestruturações de dois departamentos da Polícia Civil, o Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) e Decade (Departamento de Capturas e Delegacias Especializadas) e a alteração estrutural organizacional do DHPP (Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa).

Com a reestruturação, o Decade vai ampliar a Deatur (Divisão Especial de Atendimento ao Turista) com vistas à realização da Copa do Mundo em 2014. A medida também irá transferir a Delegacia de Latrocínio do DHPP para o Deic. "Nós queremos evidentemente com essas ações, que se iniciam a partir de hoje, buscar um trabalho ao longo do tempo que represente um enfrentamento maior naqueles crimes que mais impactam na segurança", afirmou Grella.

Parceria

Como parte do Programa São Paulo Contra o Crime, o Governo do Estado firmou parceria com o Instituto Sou da Paz, que desenvolverá um plano de metas para melhoria de gestão e bonificação aos policiais, a fim de reduzir os índices de criminalidade. "Queremos metas bem objetivas para atingir tanto os crimes contra a vida, homicídio, latrocínio, quanto os crimes ao patrimônio, e com o auxílio da sociedade civil", disse Alckmin.

Do Portal do Governo do Estado

É preciso ter propostas – e princípios

leave a comment

José Serra, Folha de S.Paulo

Ao longo das últimas semanas, São Paulo debateu duas propostas de futuro. Durante a campanha, nossos adversários tiveram de dividir suas atenções entre a cidade e o julgamento do STF, que colocou à vista seus métodos e práticas ilegais.

O PSDB, por outro lado, chega à reta final da eleição de cabeça erguida, confiante e certo de ter feito uma campanha limpa, comprometida com a cidade e focalizada em ideias capazes de melhorar a vida dos 11 milhões que constroem com talento e suor a grandeza paulistana.

Estudo e trabalho sempre estiveram em nosso DNA. O paulistano quer vencer com esforço, empenho e dedicação. São Paulo valoriza o mérito. Não é terra de patotas, de quem acredita que filiação partidária é o caminho mais curto para ascender. A cidade aplaude quem arregaça as mangas e ganha a vida honestamente.

Para quem acredita que é possível crescer na vida trabalhando duro e com correção, dirigimos nossas propostas. Para nós, o papel do governo não é tutelar ninguém, mas dar a quem mais precisa condições para desenvolver suas potencialidades.

Foi com esse espírito e por essas pessoas que apresentamos nossas ideias: a rede municipal de ensino técnico, o Bilhete Único de seis horas, o investimento decidido da prefeitura na expansão do metrô, a transformação de favelas em bairros pela reurbanização, o fortalecimento das parcerias entre prefeitura e organizações sociais, incluindo bons hospitais como o Albert Einstein e o Sírio-Libanês, a ampliação da carga horária do ensino fundamental para sete horas, a valorização do professor, entre tantas. Falamos muito de meio ambiente, cultura, pessoas com deficiência, esporte e lazer.

Além de propostas, para nós também é importante falar de princípios. Partidos precisam ter compromisso com a ética e com a decência. Não é slogan, é uma divisa para nortear a atividade cotidiana da política. A política existe para o bem comum. Quem entra na vida pública deve servir às pessoas, não se servir delas. Sem esse compromisso, a democracia é deturpada, virando instrumento de abusos que a comprometem.

Por isso, o tema é tão relevante. O STF foi claro: os métodos e práticas de nossos adversários de hoje são os mais deletérios e baixos da vida pública. Polícia Federal, Ministério Público e STF mostraram que o mensalão se fez com desvio de dinheiro público, compra de votos no Congresso, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha. Condenou os responsáveis à cadeia.

A quadrilha em questão, que tenta dizer o que o paulistano deve fazer com o voto, era a cúpula do governo Lula e do PT – à frente, o ex-presidente e sempre homem forte do partido José Dirceu. O mensalão e suas consequências apequenam e desmerecem a política e os eleitores. Resumem o pior da vida pública do país.

Além de fraudar a democracia – compra de votos no Congresso é um atentado grave contra o eleitor -, o mensalão teve um efeito devastador e pouco falado. O desvio de dinheiro público pela quadrilha significa que verbas que deveriam estar em hospitais, escolas, estradas, novos portos ou na agricultura foram ao bolso dos beneficiários do esquema.

O paulistano, arguto e esclarecido, sabe que com o candidato vem todo o seu partido. Partidos têm a sua maneira de encarar a política. A nossa é clara, como demonstra a história. A de nossos adversários também, como demonstram a polícia e a Justiça.

De coração leve e peito aberto, chegamos a esta votação: em paz com nosso passado, orgulhosos do presente e esperançosos do futuro. O PSDB já teve a honra de trabalhar muito pelo povo de São Paulo e do Brasil. Continuamos nos esforçando todo dia para melhorar a vida das pessoas. Temos muito ainda para conquistar juntos. O futuro nos espera.

JOSÉ SERRA, 70, é mestre e doutor em economia. Foi, no governo FHC, ministro do Planejamento (1995-1996) e da Saúde (1998-2002), além de prefeito da capital (2005-2006) e governador de São Paulo (2007-2010), candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo

Serra: Show de propostas no debate da Band!

leave a comment

O programa eleitoral do futuro prefeito de São Paulo do dia 19/10/2012

Ontem, foi realizado o primeiro debate deste segundo turno, pela TV Bandeirantes. E, como era esperado, Serra, de longe o mais preparado, deu um banho no concorrente, apresentando propostas e soluções concretas para fazer a cidade avançar ainda mais.

Serra mostrou seus projetos para educação, transporte, saúde, segurança, enquanto o candidato do PT se prendia a ataques incessantes, sem apresentar nenhuma proposta e mostrando total desconhecimento sobre a realidade de São Paulo.

Não vote em candidato de partido mensaleiro e corrupto. PT nunca mais!

Ensino Técnico é com Serra!

leave a comment

O programa eleitoral do futuro prefeito de São Paulo do dia 17/10/2012

Todo mundo sabe que ensino técnico é o ensino que vira emprego. Serra sempre tratou este assunto como prioridade. Serra governador criou 27 novas Etecs e dobrou a rede de Fatecs, auxiliando milhares de estudantes que dão seus primeiros passos no mercado de trabalho.

Assim, a capital voltou a ter ensino técnico de qualidade graças ao Serra. Com Serra prefeito isso vai melhorar ainda mais, com novas vagas e o Protec, uma bolsa em dinheiro para quem não conseguir vaga na rede municipal. Assim, São Paulo vai ter o ensino técnico que merece!

Não vote em candidato de partido mensaleiro e corrupto. PT nunca mais!

Serra: História grandiosa e muita experiência

leave a comment

Programa eleitoral do futuro prefeito de São Paulo do dia 16/10/2012

A história de vida, as realizações e o comportamento são elementos importantes na hora de escolher o próximo prefeito de São Paulo. O passado de Serra e sua experiência mostram que ele é um prefeito à altura da grandiosidade da cidade. Ele tem a coragem e a competência necessárias para tirar projetos do papel e tornar boas ideias realidade na vida dos paulistanos, sem promessas mirabolantes e sempre com soluções inovadoras e ousadas. Por isso que todo mundo sabe: com Serra, São Paulo fica melhor!

Não vote em candidato de partido mensaleiro e corrupto. PT nunca mais!

Serra prefeito: Começa a arrancada final rumo à vitória!

leave a comment

O programa eleitoral do futuro prefeito de São Paulo do dia 15/10/2012

São Paulo inteira quer Serra: contrariando os institutos de pesquisas, Serra foi o grande vitorioso do 1º turno, com quase 1,9 milhão de votos! O candidato tem o apoio de 31 dos 55 vereadores eleitos e de 11 partidos, incluindo o PTB de D’Urso, vice de Russomanno; do PDT, de Paulinho da Força; e do PPS, de Soninha Francine.

Não vote em candidato de partido mensaleiro e corrupto. PT nunca mais!