Abobado

Archive for the ‘Eduardo Paes’ tag

Mais um golpe da incompetência petralha: Ninguém mora nos prédios inaugurados por Dilma e Eduardo Paes

leave a comment

Lançamento do Bairro Carioca, no primeiro dia de campanha eleitoral, não passou de encenação: apartamentos ainda não têm luz, água e gás. Só operários ocupam o local

Não se sabe se foi Dilma Rousseff quem caiu na armadilha de Eduardo Paes. Ou se foi Paes o iludido pela presidente, numa falsificação com participação também do governador Sérgio Cabral. O fato é que não passou de encenação a inauguração do conjunto habitacional Bairro Carioca, no primeiro dia de campanha das eleições municipais, no Rio de Janeiro, com participação dos três governantes. É certo também que o eleitor foi tratado como tolo: até hoje o local não recebeu nenhum desabrigado pelas chuvas de dois anos atrás na capital, e nem a claque que defendeu Dilma dos manifestantes, naquela sexta-feira, 6 de julho, ronda o canteiro de obras tocado com verbas do Minha Casa, Minha Vida, da União. O evento festivo, na ocasião, era a "entrega de chaves" aos moradores, como consta na convocação feita pela prefeitura.

Na manhã desta quinta-feira, 13 dias depois da inauguração, os únicos no Bairro Carioca, em Triagem, na região central do Rio, eram os operários, vestidos com capacete e botas para enfrentar a lama formada com a chuva. Se alguém caiu na esparrela e tentou se mudar para os prédios, ficou sem luz, sem gás e sem água: pela manhã, funcionários trabalhavam para fazer a ligação das instalações com os apartamentos.

Sérgio Cabral, Dilma Rousseff e Eduardo Paes durante entrega de unidades habitacionais

No dia 6, a festa foi montada pelos governos federal e municipal com direito a presença de grande parte do secretariado de Paes e do ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro. Pipoca, balões e algodão doce foram espalhados pelo bairro para comemorar que moradores de áreas de risco ou desabrigados das chuvas teriam, novamente, uma casa. Primeiro, seriam entregues 460 unidades, nos blocos 1 e 3. Esses são os dois segmentos com as obras em estágio mais avançados. No entanto, ainda não têm condições de receber seus novos donos.

Paes chegou a ser advertido pelo Ministério Público Eleitoral para que não fosse às inaugurações. O prefeito, como contava com um desencontro entre o calendário eleitoral e o período de restrição a inaugurações – que só começava no sábado, um dia depois – manteve os planos. O problema, vê-se agora, não era o prefeito participar de uma inauguração, mas o fato de a presidente e o governador também apresentarem como pronto algo que não está terminado, no primeiro dia de campanha.

No Bloco 1 do Bairro Carioca, por exemplo, falta colocar azulejo em algumas partes, como nas escadas. O entulho precisa ser retirado, principalmente do térreo. Os móveis ainda têm de ocupar os espaços vazios, como as salas dos apartamentos. Operários que vão e vem não cessam de listar coisas ainda por fazer no Bairro Carioca, sobretudo nos blocos vizinhos. “Estamos no arremate final”. “Estou colocando a textura nas paredes”. “Farei a ligação do gás com as casas”. “Precisa tirar a terra da frente dos prédios”, dizem os trabalhadores.

Do lado de fora, mas ainda dentro do conjunto habitacional, parte da grama que enfeita a entrada dos blocos está sendo colocada. Uma quantidade de terra no entorno dos prédios denuncia que o Bairro Carioca ainda não está apto a receber seus moradores. Pias e privadas empacotadas foram posicionadas à frente dos primeiros blocos. Em uma andança pelo local, se esbarra também com poças d’água, janelas com tinta nos vidros e buracos para a criação de bueiros.

O bloco 5, cuja inauguração não estava prevista para o dia 6, fica próximo aos apartamentos que deveriam ter sido entregues. Na frente desse módulo, uma barreira de terra dificulta a passagem. Dentro, um amontoado de entulho e de material. Em todos os blocos onde o formato de uma casa está próximo, a fiação fica à mostra. Serão os novos moradores os responsáveis por colocar luz e chuveiro.

Por enquanto, o som do Bairro Carioca é de batidas dentro dos apartamentos, conversa entre os operários e, às vezes, de um pagode cantado pelos trabalhadores. Quem está lá todos os dias relata que os novos moradores passam no local para saber como estão suas casas. Por enquanto, nem é preciso entrar para perceber que a obra continua.

Segundo a prefeitura, não há nada fora do previsto e a ida dos moradores ocorrerá ainda este mês. No dia 12 houve uma reunião entre o executivo municipal e os novos habitantes do Bairro Carioca para acertar detalhes da mudança.

Veja Online

A ressaca do povo – Lula e Paes: Qual dos dois é o mais caco?

leave a comment

-2Carnaval 2009: Eduardo Paes, Lula e Sérgio Cabral na Sapucaí. Quem é o ladrão e quem é o safado?

Sem comentários!

Written by Abobado

fevereiro 25th, 2009 at 12:16 pm

Rio de Janeiro – Gabeira passa a noite na Zona Oeste e rebate crítica de Paes sobre ‘turismo eleitoral’

leave a comment

 

O candidato a prefeito do Rio Fernando Gabeira (PV/PSDB/PPS) acordou nesta quarta-feira em Bangu, na Zona Oeste, onde passou a noite na casa do militante do PSDB Alexandre Amaral. Ao sair para fazer corpo-a-corpo pelas ruas do bairro, o candidato rebateu a crítica de seu adversário, Eduardo Paes (PMDB/PTB/PP/PSL), de que ele estaria fazendo "turismo eleitoral com estadia".

– Vejo com muita tranqüilidade, como todas as declarações do adversário. Percorri o Sul do Brasil quando participei da caravana da cidadania com o presidente. Lula chegou ao governo com conhecimento do Brasil maior que os outros candidatos. Quero conhecer a cidade ao máximo – disse Gabeira.

O candidato do PV também falou sobre a presença do governador Sérgio Cabral na inauguração de uma Unidade de Pronto Atendimento(UPA) – uma das principais promessas da campanha de Paes -, em Campo Grande, e sobre a presença de militantes do PMDB próximos ao evento.

– As UPAs são importantes, mas a gente não pode esquecer o sistema. Não vejo problema que o governador participe, ele não é candidato. Mas não é recomendável (a campanha de Paes próximo às inaugurações). Meu adversário tem feito tantas coisas não recomendáveis que deixo para o TRE cuidar dele – afirmou.

Gabeira permaneceu na residência do militante do PSDB, no bairro Jabour, das 23h de terça até as 8h30m desta quarta, quando saiu para andar por ruas próximas e cumprimentar comerciantes e moradores.

– Foi uma noite tranqüila, e agora vamos falar com os vizinhos. Dorme-se do mesmo jeito, se vocês quiserem saber. Não é a minha casa, mas a de um amigo. Então, a gente se sente bem. Li algumas páginas de um livro, mas o sono não permitiu – ele completou.

Ainda pela manhã, Gabeira se encontrou com pastores de igrejas evangélicas em Campo Grande, entre elas, a REINA – Igreja do Futuro e a Assembléia de Deus. O candidato pediu uma oração aos pastores para que sua campanha corra bem. O Globo Online

Written by Abobado

outubro 22nd, 2008 at 2:06 pm

Rio de Janeiro – Paes reclama de ‘campanha absurda’ contra ele na web

one comment

Diante dos episódios de apreensão de material apócrifo contra o adversário Fernando Gabeira (PV), que levam a cabos eleitorais de sua campanha, o candidato do PMDB, Eduardo Paes, tem se queixado de ser vítima da guerra suja na internet. “Qualquer pessoa que tem e-mail já recebeu. Aliás, quero que forcem mais essa campanha absurda contra mim na internet porque comecei a receber nos últimos dias uma quantidade grande de e-mails em solidariedade pelos absurdos que falam”, disse. Porém, Gabeira também é alvo de campanha contra na web.

Entre os textos que têm circulado em e-mails e blogs de internautas cariocas, o intitulado “5 razões para não votar em Eduardo Paes” sustenta que o candidato do PMDB é apoiado por milícias (grupos paramilitares que dominam favelas). A mensagem ainda indica um vídeo do site Youtube que mostra Paes, da coligação “Unidos pelo Rio” (PMDB-PP-PSL-PTB), defendendo a “polícia mineira” na zona oeste da cidade numa entrevista de 2006, divulgada pelo boletim eletrônico do prefeito Cesar Maia (DEM) no início do primeiro turno.

Gabeira também tem sido alvo das correntes. O e-mail “15 razões para não votar no Gabeira”, afirma que o candidato da “Frente Carioca” (PV-PSDB-PPS) teria influenciado a criação de facções criminosas no Rio ao ensinar táticas de guerrilha aos presos comuns quando foi preso na Ilha Grande pela ditadura, em 1969. Em várias comunidades do site de relacionamentos do Orkut, Gabeira é xingado de “maconheiro”.

O juiz Luiz Márcio Pereira, responsável pela fiscalização da propaganda eleitoral no Rio, explica que a expressão de opinião e argumentos contra ou a favor dos candidatos é liberada em sites e blogs, já que só quem tem interesse busca esses endereços. Da mesma forma, correntes de e-mails entre amigos são consideradas legítimas. “Se for uma mera crítica, não há problema. A ilegalidade é o crime contra a honra. Isso sim poderia sofrer algum tipo de penalidade”, diz o magistrado. Agência Estado

Written by Abobado

outubro 21st, 2008 at 12:38 am

É fróida – Lula grava no Rio depoimento para programa de Paes

leave a comment

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que ficou fora da campanha do Rio de Janeiro no primeiro turno, gravou nesta sexta-feira um depoimento de apoio ao candidato do PMDB à prefeitura da capital fluminense, Eduardo Paes.

O presidente foi convencido pelo governador Sérgio Cabral (PMDB), padrinho político do candidato, a receber Paes em um almoço na terça-feira, na cidade. Depois do encontro, ficou de analisar como participaria da campanha.

Lula optou por uma mensagem para o programa eleitoral gratuito, que volta ao ar na segunda-feira. O presidente recebeu Eduardo Paes, da coligação “Unidos pelo Rio” (PMDB-PP-PSL-PTB), e Sérgio Cabral em um hotel em São Paulo.

Em 2005, durante a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Correios, Paes era deputado do PSDB e fez uma série de acusações ao presidente e a ministros petistas. Depois, foi para o PMDB, e agora faz campanha apresentando-se como aliado de Lula. Apesar o ressentimento por causa da postura de Paes no passado, assessores do presidente disseram que Lula considerou importante fazer um depoimento sobre as vantagens de o Rio ter na prefeitura um aliado do governo federal.

Paes disputa a prefeitura com o candidato da coligação “Frente Carioca” (PV-PSDB-PPS), deputado Fernando Gabeira (PV), que tem aliança com o PSDB e no segundo turno recebeu apoio do DEM, partido do prefeito Cesar Maia. Agência Estado

Comentário: O povo é muito tôlo mesmo! Quem não lembra desse Eduardo Paes malhando o Lula  e o governo do PT na CPI dos Correios e na tribuna da Câmara, quando era líder do partido tucano (veja matéria publicada aqui). Em 2005 Eduardo Paes chamou Lula de “chefe de quadrilha”. Hoje deve estar chamando o iluminado de “minha puta”. Só um eleitor muito safado pra destinar um voto sequer pra esse neo-aloprado, apoiado pelo aloprado-mor e sua camarilha no Rio de Janeiro. Tudo farinha do mesmo saco. E pensar que a gente vai ter que carregar esses malas por muitos anos ainda. O povo da Cidade Maravilhosa não marece isso. Cacalhada!

Written by Abobado

outubro 10th, 2008 at 7:11 pm

No Rio, PT vai declarar apoio à candidatura de Eduardo Paes

one comment

eduardo_paes_no_psdb

O PT do Rio de Janeiro deve fechar, nos próximos dias, apoio ao candidato do PMDB à prefeitura da cidade, Eduardo Paes. A orientação foi transmitida nesta segunda-feira pela Executiva Nacional do partido ao Diretório Municipal do PT no Rio.

A Folha apurou que o que pesou em favor do peemedebista foi o passado de divergências explícitas do candidato do PV à prefeitura, Fernando Gabeira, com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a política social do governo federal.

Na primeira fase do governo Lula, Gabeira ainda estava no PT, mas trocou de legenda pelo PV, depois de criticar publicamente o governo e seus integrantes.

No entanto, oficialmente, o discurso que será adotado pelos petistas para fechar o apoio a Paes será de que Gabeira fez parceria com o PSDB e DEM – partidos que fazem dura oposição ao governo Lula no cenário nacional – o que inviabilizaria um acordo no Rio de Janeiro.

No entanto, esse argumento de que seria impossível uma aliança em torno de partidos que fazem oposição a Lula não se sustenta porque há vários municípios em que PT, DEM e PSDB se uniram em torno de um único nome.

O comando nacional do PT se reuniu hoje para discutir as eleições municipais e as estratégias para o segundo turno. Na reunião, as principais discussões ficaram em torno de Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre, Minas Gerais e Salvador.

Integrantes do PT que participaram da reunião nesta segunda-feira informaram que outro aspecto que será adotado no discurso oficial em favor de Paes é que há uma relação positiva e sólida construída na união do governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), com o presidente Lula. Folha Online

Comentário meu: Esse PT é um partido safado mesmo. Quem mais do que esse Eduardo Paes malhou o presidente Lula e o Partido dos Trabalhadores quando era deputado federal pelo PSDB. É mentira? Então vamos rememorar:

Eduardo Paes começou a carreira de forma relâmpago, pulando do PV para o PFL para ser subprefeito e depois secretário do Meio Ambiente do prefeito do Rio César Maia. Ambicioso, Paes queria mais. Ele traiu seus maiores apoiadores, tornando-os seus inimigos e bandeou-se para o PSDB. No PSDB foi líder do partido na Câmara e teve atuação forte na CPI dos Correios, batendo forte e raivosamente no Governo Lula. Se apresentou como a cara da oposição na TV e jornais, até que finalmente traiu o partido, que contava com ele para ser seu candidato à Prefeitura do Rio e foi para o PMDB de Garotinho e Cabral. Hoje ele é candidato a Prefeito pelo PMDB, base do Governo Lula.

Na verdade, eles se merecem. Tanto o PT como Eduardo Paes são farinha do mesmo saco.

Written by Abobado

outubro 7th, 2008 at 7:41 pm