Abobado

Archive for the ‘Saúde’ Category

Florianópolis: Médicos batem ponto e saem sem atender pacientes em hospital público

leave a comment

medico_bate_ponto_e_nao_trabalha_hospital_Nereu_ramos_florianopolis O descumprimento da carga horária de trabalho por médicos do Hospital Nereu Ramos, em Florianópolis, pode estar prejudicando o atendimento a pacientes da rede pública estadual. A denúncia foi exibida no domingo à noite pela RBS TV no programa Estúdio Santa Catarina.

Funcionários inconformados com o fato de alguns médicos baterem o cartão ponto e em seguida irem embora denunciaram a situação à reportagem, que fez imagens da entrada do hospital e acompanhou a rotina de médicos no horário em que eles deveriam estar na instituição.

As cenas mostraram, por exemplo, o cirurgião João José de Deus Cardoso chegando no início da manhã, registrando a entrada no cartão ponto, localizado na entrada do hospital, e minutos depois indo embora.

No seu carro, segue para uma universidade particular e ministra aula para uma turma de Medicina. O mesmo procedimento se repete em outro dia. O médico bate o cartão e depois segue para a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

No final da manhã, ele vai para um consultório particular. Com uma microcâmera, a reportagem confirma que ele atende no consultório a partir das 11h cobrando consultas de R$ 400.

No Hospital Nereu Ramos, não aparece no cartão ponto o tempo que ele ficou fora  — fica registrado apenas que ele entrou de manhã e saiu no final da tarde.

O médico cardiologista José Aloísio Della Giustina é outro que aparece registrando o cartão ponto cedo da manhã e saindo do local logo em seguida. Ele também é diretor-clínico de uma clínica particular. ClicRBS

Assista ao vídeo-denúncia da RBS TV, clicando aqui.

Leia mais aqui.

Written by Abobado

agosto 24th, 2009 at 11:55 am

Gripe A: Fiscalização na fronteira com a Argentina só acontece em dias úteis

leave a comment

Gripe A: Para a Anvisa, o vírus da nova gripe tira folga nos finais de semana e tem estabilidade no emprego

A fiscalização sanitária no posto de fronteira da cidade de São Borja (RS) com a Argentina acontece apenas em dias úteis. Mesmo diante dos casos de gripe A (H1N1), fiscais da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) inspecionam somente veículos de transporte coletivo como ônibus e vans.

Neste domingo, foram confirmadas mais cinco mortes pela doença no Estado, subindo para 16 os óbitos no Rio Grande do Sul, e 38 no país. Outros Estados que registram mortes pela doença são: São Paulo (16), Rio de Janeiro (5) e Paraná (1).

O trabalho na fronteira consiste apenas em receber um documento preenchido pelos próprios passageiros, a maioria argentinos, que trata da situação de saúde de cada um. Antes de entrar no Brasil, eles não são sequer atendidos individualmente – o motorista do veículo é quem entrega os documentos ao fiscal da Anvisa.

Antonela Rodriguez, estudante de 16 anos, entrou no país acompanhada de parentes de Santo Tomé, cidade argentina próxima ao município brasileiro de São Borja. Apesar de já ter visitado o Brasil diversas vezes, esta é a primeira vez que a família cruza a fronteira após o início da pandemia da nova gripe. Ela diz que esperava encontrar algum tipo de fiscalização sanitária, mas que isso não aconteceu.

"A fiscalização é muito importante simplesmente porque nossa vida está em risco. Na Argentina, também não há controle [para a entrada de estrangeiros na fronteira]. O único controle que há é o que as famílias fazem em suas casas. Nas ruas, não há. O risco de trazer a doença para cá existe", disse. Folha Online

Leia mais aqui.

Written by Abobado

julho 26th, 2009 at 11:33 pm

Nova gripe mata mais quatro pessoas no Rio Grande do Sul

leave a comment

Gripe A no RS: Coletiva do secretário Osmar Terra que anunciou mais quatro mortes na tarde deste domingo

A secretaria de Saúde do RS, em entrevista coletiva do secretário Osmar Terra, confirmou na tarde deste domingo mais quatro vítimas da gripe A no Estado. Entre elas, duas gestantes: residentes em Passo Fundo, uma delas, que trabalhava como auxiliar de frigorífico de 31 anos, faleceu no dia 16. A outra, uma técnica em enfermagem, de 25 anos, morreu no último dia 20. Os bebês não puderam ser salvos devido ao período de gestação.

Completam a lista de vítimas um marceneiro de 33 anos, morador de Caxias do Sul — morto dia 16 —, e uma uruguaianense aposentada de 63 anos, cujo óbito consta no dia 18. Destes quatro novos casos, apenas o caxiense e a idosa sofriam de doenças chamadas secundárias: ele tinha cardiopatia, e ela diabetes.

Segundo Terra, nenhuma das novas vítimas teve contato com viajantes ou pessoas de fora do país. O Estado ainda aguarda o laudo de 15 casos suspeitos. Segundo Terra, não há previsão da chegada destes exames.

Na noite de sábado, já havia sido anunciada a morte do calçadista Eder Curvello Roth, 20 anos, depois de ficar 13 dias internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), no Hospital Montenegro. Com isso, sobe para 16 o número de vítimas fatais pela doença no RS. Zero Hora

Written by Abobado

julho 26th, 2009 at 8:53 pm

Temporão rebate críticas sobre compra de gel lubrificante pelo Ministério da Saúde

one comment

José Gomes Temporão pensando na morte da bezerra: Te cuida negão que a tua batata tá assando

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, rebateu as críticas sobre a compra de gel lubrificante pelo governo. Segundo ele, não houve aumento dos gastos destinados a essa iniciativa, implementada pelo governo federal desde 2001 e que faz parte da política de prevenção à aids.

— É lamentável que setores retrógrados critiquem isso. Ao contrário do que muita gente, disse o ministério não gastou R$ 40 milhões na compra de gel lubrificante e sim R$ 1 milhão em 2008. Este número mantém o padrão dos outros anos. Vamos continuar comprando — afirmou Temporão, durante lançamento de campanha de prevenção à aids no carnaval de 2009.

De acordo com a diretora do Programa Nacional de DST/Aids, Mariângela Simão, atualmente o produto é repassado pelo Ministério da Saúde principalmente para organizações não-governamentais que desenvolvem programas de prevenção à doença com grupos específicos, como os homossexuais. Segundo ela, a pasta estuda a possibilidade de ampliar essa distribuição por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) a mulheres que estão na menopausa.

— Há estudos que comprovam que o uso do gel é importante para evitar que o preservativo se rompa em qualquer relação sexual e não apenas as praticadas por homossexuais — explicou a diretora. Agência Brasil

Written by Abobado

fevereiro 13th, 2009 at 1:44 pm

Santa Catarina: Emergência do Regional de São José começa a funcionar quarta-feira

leave a comment

Emergência do Regional: 10 meses de reforma é tempo pra caramba (Foto: Ricardo Mega)

A emergência do Hospital Regional de São José, na Grande Florianópolis, retomará os atendimentos na quarta-feira após 10 meses em reforma. A cerimônia de inauguração é nesta segunda-feira.

Na quarta-feira, a ortopedia deve começar a atender na nova emergência. Na quinta-feira, os pacientes que aguardam no corredor serão transferidos para a unidade.

Após a reforma, a emergência funcionará por classificação de risco. Para a identificação dos pacientes serão utilizadas quatro cores: vermelho, amarelo, verde e azul.

Os pacientes classificados com a cor vermelha apresentam risco imediato e têm prioridade no atendimento. Os identificados com a cor amarela podem esperar pela consulta entre 15 e 20 minutos. Quanto aos classificados por verde, o tempo de espera pode variar de uma hora a uma hora e meia. Aqueles identificados com a cor azul não precisariam ser atendidos na emergência.

Com a conclusão da reforma no Hospital Regional de São José, estão programadas uma reforma em abril no Hospital Florianópolis e outra no Celso Ramos a artir do segundo semestre. ClicRBS

Written by Abobado

janeiro 26th, 2009 at 1:58 pm