Abobado

Oposição cobra que Palocci explique o aumento de seu patrimônio

one comment

A oposição pediu esclarecimentos ao ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, sobre sua evolução patrimonial desde 2006.

Reportagem publicada hoje pela Folha mostra que o patrimônio do titular da pasta cresceu 20 vezes nos quatro anos em que ele esteve na Câmara dos Deputados – período imediatamente posterior à passagem dele pelo Ministério da Fazenda, no governo Lula.

Em 2010, Palocci comprou um apartamento de R$ 6,6 milhões; um ano antes, um escritório de R$ 882 mil. Ambos os imóveis ficam na região da avenida Paulista, área nobre de São Paulo, e foram adquiridos por meio de uma empresa da qual o ministro é sócio principal (ele tem 99,9% do capital).

Em 2006, quando se elegeu deputado federal, Palocci havia declarado à Justiça Eleitoral um patrimônio de R$ 375 mil, em valores corrigidos pela inflação.

Como deputado, entre 2007 e 2010, Palocci recebeu em salários R$ 974 mil, brutos.

O PPS prometeu acionar o Conselho de Ética da Câmara para apurar a conduta do ex-parlamentar. O PSDB pediu que o chefe da Casa Civil preste esclarecimentos à sociedade. Já o Democratas instou a Receita Federal a se pronunciar sobre o caso.

"É melhor o ministro esclarecer qual a renda da sua empresa, quais os serviços prestados e qual o lucro que obteve com ela. Como homem público, não tem razão para não dar explicações", disse o presidente do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE).

Já o senador José Agripino Maia (DEM-RN) afirmou que "a Receita deve se pronunciar a respeito". "Palocci precisa explicar a origem desse dinheiro", afirmou Rubens Bueno, líder da bancada do PPS na Câmara.

Nota oficial

Na tarde deste domingo, a Casa Civil soltou uma nota. Diz que a evolução de Palocci, pessoa física, consta de sua declaração de renda e que as atividades da empresa foram reportadas à Comissão de Ética da Presidência da República quando da posse do ministro.

A assessoria de imprensa afirma que a empresa de Palocci, a Projeto, prestou serviços para a iniciativa privada e que os dois imóveis foram comprados com recursos próprios.

A Casa Civil não informou para quem a Projeto trabalhou, quem entrava em contato com clientes, qual foi o faturamento do negócio, como era a rotina de Palocci na empresa e se o ministro relatou à Presidência a compra do apartamento e da sala comercial. Folha Online

Leia mais:
Palocci diz que declarou bens à Comissão de Ética Pública
Eliane Cantanhêde: O apartamento de R$ 7 milhões

One Response to 'Oposição cobra que Palocci explique o aumento de seu patrimônio'

Subscribe to comments with RSS or TrackBack to 'Oposição cobra que Palocci explique o aumento de seu patrimônio'.

  1. Veja aqui em MARICÁ/RJ, onde o governo é petista. Quaquá, o prefeito, nomeou MARCELO SERENO e MARIA HELENA ALVES OLIVEIRA para tomarem conta de 20 MILHÕES DE ROYALTIES POR MÊS (enquanto Palocci fatura isso em 4 anos). Os dois são pupilos do Zé Dirceu e estão aqui farejando o PETRÓLEO do COMPERJ. Ambos têm CONSULTORIAS (ESPARTACUS e CTM). MH é fiscal de renda de Niterói e já esteve 6 prefeituras petistas como “Secretária de Fazenda”. Por onde passa, coleciona processos no MP. Em Maricá, ela é acusada de assinar contratos milionários com HOPE CONSULTORIA, PEÇA OIL DISTRIBUIDORA (ligada à PETROBRÁS), CONTROLLER, entre outros. Acaba de assinar contrato milionário com a LUXOR – empresa que presta serviço à CAMPINAS/SP. E também com a EASY CAR: empresa de “Brasília”. Pagou 600 mil para alugar 6 carros!! Veja mais: http://www.marica.com.br/territoriolivre.htm

    Claudionor Tarfano

    31 maio 11 at 2:50 pm

Leave a Reply